Borås, Suécia – O clube português CrossPunch marcou presença no aclamado torneio Golden Girl em Borås, Suécia, competindo com atletas de todo o mundo no evento que decorreu de 2 a 4 de fevereiro de 2024. Sob a orientação do treinador Gonçalo Pinto, três promissoras pugilistas portuguesas enfrentaram desafios intensos, demonstrando coragem e determinação.

Beatriz Almeida: Enfrentando Estratégias Difíceis

Beatriz Almeida competiu na categoria -60kg classe B, defrontando Barbora Maxova da República Checa. Com uma abordagem habitualmente forte e ofensiva, Beatriz encontrou uma adversária que soube manter a distância e anular os seus golpes mais poderosos. Apesar dos esforços, Beatriz não conseguiu superar a estratégia da adversária, sendo derrotada por unanimidade nos quartos de final.

Sofia Douteiro: Estreia com Aprendizagem

Sofia Douteiro fez a sua estreia no torneio na categoria -57kg classe C, lutando contra Alice Bennedbaek da Dinamarca. Enfrentando uma adversária canhota e agressiva, a falta de experiência de Sofia ficou evidente desde o início. Apesar de mostrar habilidade em contra-ataques, a pressão constante da dinamarquesa levou à paragem do combate pelo árbitro no segundo assalto, resultando numa derrota por RSC para Sofia.

Giovana Guedes: Combate Equilibrado

Giovana Guedes, competindo na categoria -54kg classe C, teve um combate equilibrado contra Lotta Maria Malm da Holanda. Giovana controlou o centro do ringue e tomou a iniciativa, mas enfrentou uma adversária que soube pontuar com ataques rápidos e evitar confrontos diretos através de clinches. O resultado foi tão equilibrado que poderia ter pendido para qualquer lado.

Reflexões do Treinador Gonçalo Pinto

Gonçalo Pinto destacou a importância da participação no torneio Golden Girl para o desenvolvimento das atletas. “Foi uma experiência incrível que contribuiu imensamente para o crescimento da equipa. Há muito trabalho pela frente, mas é em eventos deste calibre que devemos focar os nossos esforços”, afirmou o treinador, reforçando o compromisso com o aperfeiçoamento contínuo das suas atletas.

O torneio Golden Girl continua a ser um palco de desafios intensos e aprendizagens valiosas para pugilistas de todo o mundo, e a equipa CrossPunch regressa a Portugal com experiências enriquecedoras e um olhar renovado para os próximos desafios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui